top of page

Rápido e Devagar: o processo de tomada de decisão



Ao longo do mês de novembro, a Aventura de Construir está publicando diversos conteúdos inspirados pela conclusão do Projeto Decisão Empreendedora. Nas redes sociais, publicamos a Dica AdC com a Claudia Alcantara, coordenadora do projeto, falando sobre os temas abordados. No blog da semana passada, foi a vez de conversar com a Grasiela e o Alexandre, do Instituto SYN, sobre a parceria com a AdC e as motivações para financiar o projeto.


No Blog AdC de hoje, falaremos sobre o Processo de Tomada de Decisão. Inspirada no livro 'Rápido e Devagar: Duas Formas de Pensar', de Daniel Kahneman, ganhador do Prêmio Nobel de Economia em 2002, a aula sobre este tema foi um marco fundamental do projeto.


Confira abaixo!


Em quase todos os momentos, às vezes mesmo sem perceber, estamos fazendo escolhas, uma após a outra: qual roupa vestir, se atravessamos ou não a rua, se vamos a determinado lugar ou até o que pedimos para comer. No entanto, para algumas pessoas, tomar uma decisão pode ser extremamente complexo e até angustiante. E se tivermos de enfrentar uma decisão importante, pode ser difícil saber por onde começar.


Algumas decisões são pequenas, como qual roupa vestir ou o que comer. Mas algumas dessas escolhas podem marcar nossas vidas por anos ou para sempre. Nessas horas, há três elementos básicos que devemos levar em consideração quando nos sentimos indecisos:


1. Concentre-se no realmente importa


Ao eliminar pequenas escolhas, você economiza o melhor das habilidades do seu cérebro para as decisões mais importantes. Os cientistas que estudam o cérebro, descobriram que todas as decisões, grandes ou pequenas, consomem a mesma energia. Ou seja, uma pequena escolha exige a mesma quantidade de energia que uma decisão importante.


Tomar muitas decisões por dia cansa – algo conhecido como decision fatigue ou “fadiga de decisão” –, e escolher o que vestir é uma decisão também. “Você pode ver que eu só uso ternos cinzas ou azuis. Não quero ter que decidir o que vou comer ou vestir porque tenho muitas outras decisões para tomar”, explicou Obama. (Steve Jobs também escolheu seu uniforme, composto por jeans e uma blusa preta de gola alta, por motivos similares) .


Guarde suas energias para coisas realmente importantes.


2. Dê ao seu cérebro o combustível necessário


O cérebro precisa de energia para pensar, assim como o corpo exige energia para se movimentar. É o nosso órgão mais complexo e que, portanto, consome mais energia. Se estamos com fome, os neurotransmissores não funcionam bem, o que afeta a comunicação entre os cerca de 86 milhões de neurônios que nosso cérebro possui.


"Portanto, este conselho é muito simples: quando você precisar tomar uma decisão importante, verifique se não está com fome", diz a médica Radha Mogdil, em entrevista à BBC. Pesquisas mostram que beber muita água e tomar um café da manhã com poucos carboidratos, mas com cereais ou aveia, pode nos ajudar a pensar com mais clareza.


3. Fale sobre suas opções com um bom amigo


O economista Daniel Kahneman passou décadas estudando a maneira pela qual os seres humanos tomam decisões.


Ele descobriu que, nos momentos em que temos de fazer uma grande escolha, sentimos muito receio sobre o que podemos perder — e esse sentimento é maior que a motivação com os ganhos com a escolha.


Uma recomendação interessante para superar esse medo da perda é perguntar a um amigo, que seja objetivo e honesto o suficiente, para lhe dizer coisas que você talvez não queira ouvir e ajude a identificar a melhor decisão, principalmente porque eles não são influenciados pelo medo que você pode ter. No final, a decisão será sempre sua, mas ajuda muito procurar esse tipo de conselho.


Evitando a decisão intuitiva


Para Kahneman, devemos adiar ao máximo as decisões intuitivas e rápidas, pois não conseguimos pensar racionalmente quando estamos muito alegres ou muito tristes. O que devemos fazer é reunir o máximo de informações possíveis sobre o assunto, sistematizá-las e se certificar de compará-las e verificar se são independentes entre si. Esse processo faz parte do que o autor chama de "higiene da decisão".


Resultados melhores na nossa vida de uma maneira geral são obtidos quando nós começamos a pensar mais racionalmente e deixamos a decisão para um momento de mais equilíbrio.


Mas o que é a Tomada de Decisão?


A tomada de decisão é um processo de decidir sobre algo importante ou não, tanto pessoal como em um negócio/organização. Ela envolve a seleção de um curso de ação entre duas ou mais alternativas possíveis, a fim de se chegar a uma solução para um dado problema.


Nesse processo você vai se deparar com momentos de dor, frustração, impaciência e insegurança, mas eles são necessários a qualquer trajetória de vida. Acredite, ainda assim, no final de tudo será melhor ter passado por momentos turbulentos e vencido, do que ficar apenas no “e se”: e se eu tivesse aceitado aquela promoção? E se eu tivesse iniciado meu negócio antes?


Claro que você deve ponderar toda e qualquer decisão complexa e isso pode levar mais tempo do que o normal, pois elas são capazes de marcar, positiva ou negativamente, o resto da sua vida, tanto em âmbito pessoal quanto profissional. Porém, é fundamental que você nunca deixe de praticar o seu poder de decisão.


Quando uma pessoa pratica o seu poder de decisão, ela aumenta a sua visão sistêmica, segurança e autoconfiança, além de se tornar mais flexível e criativa perante as circunstâncias, aumentando assim, sua qualidade de vida.


Tomar uma decisão exige análise, nesse sentido, examine o contexto da sua situação, as circunstâncias, as opções que você possui, estabeleça metas e pense a respeito das consequências, negativas ou positivas que talvez você tenha que lidar para tomar certa decisão.


Aplicação do Processo de Tomada de Decisão no Negócio


E para as decisões no seu negócio, que passos específicos podem ser tomados para otimizar esse processo? Confira a seguir algumas dicas trabalhadas no projeto:


1. Defina objetivos e saiba o que quer:

A principal entre as dicas para a tomada de decisão no seu negócio é saber quais são os seus objetivos. Quando se entende onde se quer chegar, fica mais fácil fazer as escolhas certas, que melhor ajudem a atingir as metas estabelecidas.


2. Tome decisões antecipadamente:

Embora, muitas vezes, as decisões devam ser tomadas para resolver os problemas que aparecem, o melhor é se eles não acontecerem porque você já tomou uma decisão antecipadamente. Para tanto, é importante estar bem informado, antecipar cenários e preparar-se para novas situações.


3. Faça escolhas com base em dados:

Outra das dicas para a tomada de decisão no seu negócio é sempre fazer escolhas fundamentadas em dados e não em achismos. Para tanto, faça uso de informações atuais e precisas sobre a sua empresa e o ambiente de negócios. Reflita sobre os dados que repercutem sobre a empresa, cliente, concorrência. Os dados que coletamos precisam ser analisados constantemente, não adianta só anotar, ter um caderno ou uma planilha com um monte de informações e não usá-las.


4. Tenha sempre um plano B:

Por melhor que seja a sua decisão frente a um impasse, vale a pena contar com um plano B, caso a escolha inicial não tenha sido a melhor opção ou haja imprevistos. Afinal, é normal tomar decisões menos adequadas, mas nesse caso é crucial mudar de estratégia assim que a falha for percebida.


5. Baseie-se em experiências anteriores:

Levar em consideração a experiência para tomar decisões atuais pode ser muito útil. A experiência na sua atividade e segmento de mercado é uma grande aliada na hora de optar por uma ou outra alternativa. Então, antes de tudo, avalie se não há experiências passadas que possam contribuir.



Por fim, essas dicas são apenas um resumo da aula inspirada em Daniel Kahneman, mas traz bases sólidas para aprimorar o processo de tomada de decisão. Após esta etapa, os participantes do projeto estavam munidos de conhecimento e estratégias práticas, e prontos para aplicar esses princípios em seus negócios e vidas, transformando cada escolha em uma oportunidade para o sucesso!


Comentários

Não foi possível carregar comentários
Parece que houve um problema técnico. Tente reconectar ou atualizar a página.
bottom of page