top of page

Rede de Relacionamento: Mapa de Stakeholders



Você já ouviu falar em mapa de stakeholders? Qual é a sua funcionalidade e importância? Muito se fala sobre as ações com os stakeholders em uma instituição, mas identificar e saber o impacto de cada parte interessada nesse caminho faz toda a diferença.


No Blog AdC de hoje vamos falar sobre como o mapeamento desses agentes pode auxiliar o seu negócio e como isso é trabalhado na Aventura de Construir.

Para iniciarmos, você sabe identificar um stakeholders? Não é preciso fazer parte de uma empresa ou de outra organização para ser considerado um stakeholder.


Eles podem ser indivíduos ou grupos que têm interesse direto ou indireto nas atividades e no desempenho da organização. Isso inclui clientes, funcionários, acionistas, fornecedores, comunidade local e até mesmo o governo. No caso do terceiro setor, podem ser beneficiários, voluntários, financiadores, doadores, etc.


Porém existem diferentes graus de importância dentro desses grupos, podendo variar de acordo com o impacto que eles exercem sobre a instituição. É nesse momento que o mapa de stakeholders entra como uma ferramenta primordial na identificação de cada relacionamento.


O mapa de stakeholders ajuda a criar uma representação visual das partes interessadas, identificando seus níveis de interesse, influência, necessidades, expectativas e relacionamentos entre si. Essas informações são geralmente representadas em uma escala, permitindo que os stakeholders sejam posicionados em diferentes categorias ou segmentos. Como representado na imagem abaixo:





A importância do mapa de stakeholders podem ser muitas:

  1. Identificação abrangente de stakeholders: O mapa de stakeholders permite que uma organização identifique e compreenda de maneira sistemática todos os envolvidos relevantes em um projeto ou iniciativa. Isso evita que alguns stakeholders importantes sejam esquecidos ou negligenciados.

  2. Análise de interesses e expectativas: O mapa ajuda a analisar as necessidades, expectativas, demandas e interesses de cada stakeholder. Isso permite que a organização adote uma abordagem mais estratégica para gerenciar suas relações com os stakeholders e trabalhar para atender suas expectativas.

  3. Gerenciamento de relacionamentos: Ao mapear as interações e relacionamentos entre os stakeholders, a organização pode identificar pontos de convergência ou conflito de interesses. Isso permite o desenvolvimento de estratégias para fortalecer relacionamentos positivos e mitigar riscos associados a stakeholders com maior influência ou poder.

  4. Engajamento e comunicação eficazes: Compreender a importância relativa dos diferentes stakeholders auxilia na alocação adequada de recursos e esforços de engajamento. O mapa de stakeholders ajuda a determinar quem precisa ser informado, consultado, envolvido ou colaborar ativamente em um projeto ou iniciativa.

  5. Tomada de decisão informada: Ao considerar as necessidades e expectativas dos stakeholders, o mapa ajuda na tomada de decisões mais informadas e alinhadas com os interesses das partes interessadas relevantes. Isso pode levar a melhores resultados e redução de riscos relacionados à reputação ou sustentabilidade.

  6. Monitoramento e avaliação do impacto: O mapa de stakeholders facilita o monitoramento e avaliação do impacto das ações da organização. Permite que a organização acompanhe as percepções e expectativas dos stakeholders ao longo do tempo, avalie o sucesso de suas iniciativas e faça ajustes necessários para melhorar sua eficácia.

Na Aventura de Construir esse mapa é representado em sete categorias, a partir da conexão de cada parceiro com a instituição. Você pode conferir o mapeamento no nosso Relatório de Atividades e Impacto 2022. Periodicamente são realizadas atividades entre as diferentes áreas da organização para identificar novos possíveis stakeholders. Além disso, é realizado pela área de gestão um trabalho para manter os contatos atualizados e uma boa relação com os interessados.


Manter um relacionamento ativo com os stakeholders é fundamental para o estabelecimento de uma rede de apoio. Cada grupo de stakeholders possui interesses específicos e necessidades que devem ser atendidas. Ao manter canais de comunicação abertos e cultivar relacionamentos com eles, a instituição pode entender melhor essas demandas e se adaptar para atendê-las de forma mais eficaz garantindo a sua sustentabilidade e crescimento.


Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page