top of page

Para além do que se vê

Em janeiro, o bloco “Jornada de Sustentabilidade” traz uma proposta diferente. Hoje iremos falar sobre o retorno das atividades e a importância do período de recesso com o exemplo da equipe AdC.

Após um ano de muitas realizações, respirar e se organizar para as próximas ações é importante para continuar atingindo os objetivos.

Confira, no texto abaixo, como foi!

No final da tarde do dia 22 de dezembro de 2022 foi marcada uma reunião com todos da equipe AdC. O encontro foi agendado em cima da hora, mas contava com algo muito especial: um momento breve para compartilhar as felicitações de natal e o próximo ano.

Era o último dia de trabalho para a maioria e as agendas eram intensas: reuniões, ajustes nos cronogramas, atualização e validação do planejamento, entre tantas outras atividades. O anúncio da reunião foi o convite para um longo suspiro… Para começar a “desacelerar” o ritmo.

Às 17h30 a equipe estava reunida: alguns dividiam o mesmo espaço físico na sede da AdC, outros aproveitavam a possibilidade do on-line, mas todos juntos dividindo seus afetos e desejos para um 2023 ainda mais potente.

No dia 16 de janeiro de 2023 o recesso chegava ao fim, após três semanas.

Retomar a rotina depois de um período de descanso pode não ser tão simples: desde relembrar as senhas até definir o tempo gasto para as atividades. Tudo isso parecia ter sumido durante os dias de descanso, mas, pode-se dizer que, aos poucos, o ritmo não foi só encontrado, mas também potencializado diante a mente e corpo descansados.

O descanso veio como oportunidade para ganhar fôlego… para se deixar mais leve. Com a cabeça fresca, novos espaços surgem e as ideias podem circular mais livremente.

E para aproveitar este momento, a primeira reunião realizada com toda a equipe apresentou como objetivo revisitar o documento Knowledge Management, ferramenta organizacional que ajuda a conhecer mais profundamente a AdC e seu trabalho.

Uma mente livre ajuda a olharmos de forma mais criativa para as coisas, principalmente aquelas que já foram vistas por muitas vezes, como é o caso do Knowledge Management.

Dar-se um tempo para revisitar materiais institucionais da AdC como missão, pontos de método, atividades de intervenção até adentrar nas funções específicas de cada um, é uma atividade fundamental para entender mais o próprio trabalho e identificar os critérios para acompanhá-lo e avaliá-lo.

Mas atenção: para aproveitar todas estas sistematizações de processo, é necessário mais do que uma cabeça descansada: é preciso se lançar com protagonismo e vivacidade. Se afastar, portanto, de uma postura mecânica.

Esta postura ativa é terreno fertil para propiciar reflexões e questionamentos.

Todos daquela reunião já haviam lido o Knowledge Management, mas de formas e intensidades diferentes. Afinal, existiam pessoas ali que trabalham na AdC há mais de 10 anos, e outras que acabavam de entrar…Portanto, o momento também foi um convite para todos, independente do tempo de trabalho, se colocarem em ação.

Logo no começo, a leitura do Método de Trabalho dividido em 7 pontos, foi preenchido pelas experiências dos presentes e se tornando cada vez mais familiar para os que acabaram de chegar, deixando para eles a vontade de criarem suas próprias vivências dentro da AdC.

Ao revisitar a missão e analisar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nos quais a AdC impacta de forma direta, surgiu a seguinte ideia: Inserir o ODS 12: Consumo e Produção Sustentáveis.

O tema foi discutido ali mesmo, aproveitando a riqueza dos diálogos e em conjunto, decidiu-se que a inclusão faria sentido.

Esta ideia foi resultado de uma análise conjunta da trajetória da instituição associada ao momento oportuno para revisar os materiais institucionais com vivacidade.

Neste texto especificamente, se faz referência a um documento institucional, mas que pode e deve ter conexões com as práticas do cotidiano. Mas, pensando de forma mais abrangente: Como podemos extrair novidade daquilo que olhamos com frequência?

Nem sempre teremos uma cabeça descansada, mas este fôlego pode indicar, certamente, caminhos e estratégias. Mas uma coisa é fato: quando a mente está livre, somos mais abertos às novidades e a vida, nos surpreende!

Comentarios

No se pudieron cargar los comentarios
Parece que hubo un problema técnico. Intenta volver a conectarte o actualiza la página.
bottom of page