top of page

Germinando Experiências

No final de 2022 o projeto “Vi a Mão Empoderada de Mulheres Empreendedoras: E-Commerce e Redes de Cooperação para a Sustentabilidade de Pequenos Negócios”, realizado pela AdC em parceria com o Ministério da Economia em Viamão (RS), foi concluído.

A experiência, impactante, gerada por esse trabalho resultou na criação de um novo projeto, no mesmo formato, para a cidade de São Paulo.

Veja, no texto, como foi essa experiência e a criação do novo projeto!

Germinando experiências

O projeto teve duração de 8 meses e foi dividido a partir das seguintes etapas: 1. Fortalecimento do negócio, 2.Redes sociais, 3. Rede de cooperação para o desenvolvimento local e 4. Perspectivas futuras. Em todas as etapas foram realizadas capacitações, assessorias coletivas e individuais.


Das 63 pessoas que participaram de pelo menos 1 atividade, 25 atingiram a frequência acima de 75%, resultando no processo completo de formação.

RESULTADOS:

Para ser possível mensurar os resultados do projeto foi realizado um questionário de linha de base

(antes do período de intervenção), e o final (realizado após). A partir da análise dos resultados, pode-se destacar:

Finanças:

  1. A preocupação do controle financeiro se reflete no aumento das mulheres que começaram a levar essa questão para conversa em família. Houve cerca de 24% de aumento quanto a multiplicação de conhecimento e ajuda sobre o tema de finanças com familiares e amigos.

  2. Percebemos um significativo aumento no controle do conhecimento do seu faturamento e lucro;

  3. As capacitações e assessorias trabalharam fortemente este tema a partir de exemplos práticos, introduzindo em um primeiro momento a importância de se realizar isto em casa e depois para o negócio;

  4. Queda de 43% entre aqueles que não realizavam os registros financeiros domésticos;

  5. O número triplicou dentre aqueles que passaram a realizar os registros de forma separada (casa e negócio) e também utilizam os dados na tomada de decisões.

Marketing e e-commerce:

  1. Um dos objetivos do projeto era qualificar as participantes em técnicas de vendas por meio das redes sociais e do e-commerce e foram realizadas capacitações e atendimentos personalizados para cumprir e superar este objetivo inicial.

  2. Percebe-se um aumento da P1 para a P2 no número de empreendedoras que passaram a utilizar suas redes também como canais de venda.

Nas assessorias finais, onde o vínculo já estava fortalecido, foi possível realizar de forma conjunta um retrospectiva da jornada de aprendizado e prática de cada empreendedora.

Muitas compartilharam que enxergavam esta formação como uma resposta viável e concreta para crescimento profissional, geração de renda e melhores condições de vida. Quando uma mulher se emancipa social e economicamente, abre-se um caminho e serve como fonte de inspiração para muitas outras trilharem o mesmo percurso.

Rede Teia de Mulheres Empreendedoras de Viamão

Outro resultado muito potente que nasceu desta jornada do curso de empreendedorismo, foi a formação de uma rede na qual as mulheres podem se apoiar mutuamente na busca de novos espaços para suas feiras, na realização de parcerias para negócios e acima de tudo, energia e compreensão para seguirem nas suas vivências diárias que seguem lado a lado com suas lutas no empreendedorismo.

O processo de criação e o fortalecimento da rede foi um desafio, tanto para equipe AdC quanto para as empreendedoras. Muitas participantes pensavam a rede como um sonho, e sabemos que para dar vida a um sonho é preciso sempre levar ao concreto, perceber como a realidade se mostra e se lançar em profundidade.

Durante as assessorias coletivas sobre o tema, se trabalhou fortemente 4 conceitos: 1. Planejar, 2.Desenvolver, 3.Monitorar e 4.Aprimorar.

E foi com este norte teórico e prático que a rede foi se transformando em algo real e vivo! Para saber mais sobre este processo, clique aqui.


Rede Teia de Mulheres Empreendedoras de Viamão

LIÇÕES APRENDIDAS

Aquelas que conseguiram alcançar condições que permitissem a continuidade no projeto, atingiram um nível de frequência superior à média da instituição, mostrando desta forma uma necessidade e comprometimento de querer mudar em profundidade a própria vida.

Aprendemos que a criação de um espaço seguro de aprendizado é fundamental para a jornada ser potente: fortalecer a autoestima destas pessoas é um dos primeiros passos para que elas se tornem mais protagonistas de suas histórias e consigam tomar decisões assertivas.

Percebemos também que a criação de vínculos entre os participantes foi algo muito importante em três sentidos:

  1. Muitas vezes se sentiam inspirados pelas histórias que escutaram, e percebiam que também poderiam ser inspiradores;

  2. Ao identificar como o outro superou algum desafio, conseguiam estabelecer suas próprias estratégias;

  3. E sentiam-se úteis e capazes ao ajudar o colega, e isso melhorava muito a própria auto estima principalmente após a criação da rede colaborativa;

  4. Neste contexto, agradecemos ao Ministério da Economia por nos ter proporcionado a possibilidade de aprender com estas pessoas e poder, junto delas, construir esta jornada de protagonismo.

COMEMORAR A JORNADA:

O reconhecimento principal para estas mulheres veio por meio da entrega dos certificados de conclusão do curso, que ocorreu em um lindo final de tarde de novembro de 2022.

A felicidade estava brilhando no rosto de cada uma das formadas, não só pela satisfação de receber o certificado, mas por estarem acompanhadas das suas famílias.


Espaço organizado para a festa de encerramento


Empreendedoras festejam o encerramento de um ciclo!

GERMINANDO UMA EXPERIÊNCIA

As reflexões sobre a execução deste projeto foram transbordando durante todo o processo, mas, é no momento da prestação de contas e elaboração dos relatórios que a retrospectiva ganha elementos concretos e se torna mais sistemática.

Nesse sentido, é possível validar de forma mais profunda a experiência.

Quais elementos poderiam ser aprimorados?

Quais foram os principais motivos de evasão? Se poderia fazer algo além do que já foi feito diante deste tema?

Quais atividades geraram resultados totalmente diferentes do esperado?

Estas são algumas das perguntas que retomaram durante este período.

Com os relatórios prontos, reuniões e diálogos realizados e a cabeça um pouco mais distante do cotidiano deste projeto, foi possível uma sistematização da experiência de Viamão.

Diante de resultados tão potentes de crescimento entre as mulheres desta jornada, a equipe AdC constatou a necessidade de levar tal iniciativa para novos horizontes.

Assim, surgiu a oportunidade de germinar um novo projeto desenhado a partir da experiência de Viamão com adaptações para uma nova realidade: a da periferia de São Paulo.

As atividades de “Vi a mão germinando na periferia de São Paulo” iniciaram em janeiro de 2023 e se estendem até abril do mesmo ano. O projeto é uma versão pocket do primeiro, otimizando e ajustando para a realidade que as empreendedoras de São Paulo vivem.

Temos muitas experiências de empreendedorismo parecidas entre as mulheres destas cidades e sabemos que em muitas outras. Desejamos assim, cada vez mais caminhar além do horizonte, levando essas formações para quem às vezes não se vê como empreendedora.


1º encontro presencial com algumas empreendedoras do projeto Vi a mão germinando na periferia de São Paulo

Em breve contaremos mais sobre esta jornada!

DEPOIMENTOS:

Abaixo, compartilhamos alguns depoimentos das empreendedoras que passaram pelo projeto “Vi A Mão Empoderada de Mulheres Empreendedoras” e esperamos ansiosamente pelos novos depoimentos do projeto de São Paulo:


Proprietária do salão Beleza Real


Proprietária da marca D’Mel e Dendê acessórios religiosos de matriz africana

Comentários

Não foi possível carregar comentários
Parece que houve um problema técnico. Tente reconectar ou atualizar a página.
bottom of page