top of page

Capacitação Sistêmica na Aventura de Construir: Construindo Juntos um Caminho para o Desenvolvimento Sustentável




Em um ambiente dinâmico e comprometido com a transformação social, nós, da Aventura de Construir, promovemos recentemente uma atividade muito bacana de desenvolvimento da área de Projetos - o coração da ONG!

A abordagem adotada foi pensada, apesar de fluida, para envolver todos os integrantes da área (cada coordenador de projeto e o coordenador da área, como um todo) de maneira sistemática e sistêmica na construção de uma experiência rica, em aprendizado e significado.


A premissa foi a seguinte: a posição de ser responsável pelo andamento de um projeto estruturado, em suas mais variadas frentes, é desafiadora. E da mesma forma que, ao longo destes, incentivamos os empreendedores a compartilharem informações entre si e a criarem redes, maximizando os pontos de aprendizado, também podemos (e devemos!) aplicar isso internamente. Assim nasceu a ideia da capacitação transversal de projetos, "de nós para nós mesmos".

Tal atividade foi co-construída e foi resultado de um processo longo e potente de conversas, reflexões e dinâmicas - partindo da identificação das características e atividades demandadas para o cargo de Coordenador de Projetos - na ótica de quem a realiza diariamente. Esse exercício colaborativo não apenas definiu claramente as expectativas e o dia a dia do cargo, mas também estabeleceu uma base sólida para a compreensão coletiva das habilidades e conhecimentos necessários.


Posteriormente, uma dinâmica foi conduzida para entender quem se sentia mais seguro com cada uma dessas características e atividades específicas, elencando pontos concretos. Isso não apenas reconheceu a diversidade de habilidades presentes na equipe, mas também estabeleceu uma compreensão clara de quem poderia ser um ponto focal para cada macro-responsabilidade da área - e uma autoavaliação dos pontos de melhoria. 

Entende-se que, quando esse processo parte do indivíduo, sendo um protagonista de sua vida e com real desejo de desenvolvimento, os resultados são muito mais notáveis.


Definidos os pontos que geram dúvidas e que são igualmente fundamentais para o bom desenvolvimento do projeto, elaboramos, em conjunto, o sumário de possíveis capacitações que abrangeriam todas elas - depois a correlacionando com quem se sentiria mais pronto para prepará-la e oferecê-la.

A fase seguinte consistiu, então, na preparação de uma capacitação sistemática, na qual cada membro da equipe era encarregado de liderar uma dinâmica sobre um tema específico. Essa abordagem não apenas compartilhou conhecimento de maneira eficiente, mas também atribuiu responsabilidades individuais, promovendo uma cultura de liderança distribuída.     

          

Algum dos temas tratados foram:

  • Engajamento e comunicação atenta e efetiva com os empreendedores;

  • Relatórios e sistematização;

  • Ferramentas de Gestão;

  • Ferramentas de controle e organização;

  • Organização de Eventos;

  • Metodologia e processo da Avaliação de Impacto.


A construção da atividade foi guiada por uma abordagem sistemática, onde cada voz foi ouvida e considerada, tentando e aplicando um ambiente seguro para que pudéssemos expor, a partir da teoria, experiências práticas que passa-se em projetos. 

Isso não apenas promoveu a inclusão, mas também enriqueceu o conteúdo da capacitação com uma diversidade de perspectivas e experiências - outro ponto de método que aplicamos para com os beneficiários. A metodologia adotada reflete não apenas a busca pela eficiência, mas também a valorização do processo coletivo como uma parte integral do sucesso.


Além de gerar aprendizado prático e relevante, promoveu-se a criação de conteúdos padronizados que podem ser aplicados em diversos projetos, assim fortalecendo a forma pela qual a AdC trabalha, independente de quem a aplica. A expectativa é que isso aumente eficiência operacional e contribua para a consistência e qualidade do trabalho desenvolvido pela ONG - sempre buscando o impacto real na vida de cada empreendedor ou empreendedora que passa pelo nosso caminho.





E porque tudo isso?

Relacionando essa iniciativa aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), destaca-se ainda mais a relevância de aplicar a Teoria da Mudança, tão reconhecida em nosso trabalho de ponta e com altos indicadores de eficiência, também para nós mesmos a nível institucional e gerencial. 

Sendo o objetivo focal e a missão da ONG promover o desenvolvimento econômico e territorial local para empreendedores de periferia  (alinhado com o ODS 8 e tantos outros), essa abordagem e esse trabalho de base contribui diretamente para o fortalecimento da nossa comunidade e para a promoção de ambientes de trabalho inclusivos, sustentáveis e, principalmente, de excelência.

Seremos, nós mesmos, antes de mais nada, multiplicadores de conhecimento.


A metodologia, então, centrada na realidade de cada beneficiário, incentivando a participação ativa e transformando-os em protagonistas de seus negócios e suas vidas, reforça o compromisso da ONG com a construção de um desenvolvimento sustentável de fato - não apenas agindo como um conceito abstrato, mas como uma prática incorporada em cada ação e projeto.


Essa atividade não foi apenas uma capacitação; foi um passo estratégico em direção a um futuro mais promissor e equitativo para todos aqueles envolvidos - a Aventura de Construir, seus beneficiários, seus financiadores e demais stakeholders.


Aproveito para agradecer à "Turma do Fundão", apelido carinhoso para a Equipe de Projetos, por toda dedicação, empenho e esmero na atividade descrita. 



Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page